Hackers colocam números dos cartões de crédito da PSN à venda

1 Flares Twitter 0 Facebook 1 Google+ 0 1 Flares ×
PlayStation Network

Os hackers que invadiram a PlayStation Network estão supostamente tentando vender os números dos cartões de crédito roubados, em “fóruns de hackers”.

Os hackers disseram ter 2,2 milhões de números de cartões de crédito, o alerta foi dado por Kevin Stevens, analista de segurança. Com esse aviso sinistro, correu a notícia de que os clientes PSN que forneceram os seus dados de cartão de crédito para a Sony estã, na verdade enfrentando um risco muito real de fraude. Ele disse que os hackers estão reivindicando o banco de dados incluindo nomes, endereços, números de telefone, endereços de email, senhas, datas de nascimento, números de cartão de crédito, CVV2s [“valores de verificação do cartão”, o dígito do código de segurança usado para confirmar a validade do cartão em operações em que o cartão não está presente] e datas de vencimento – em outras palavras, tudo muito bonito.

Stevens admitiu que não viu o banco de dados e assim não pode verificar a veracidade das acusações, mas negou que a tentativa de venda não está realmente acontecendo. “Não é um boato, foi uma conversa em um fórum criminal”, twittou. Ele também observou que a Sony “supostamente” recebeu uma chance de comprar de volta as informações, mas se recusou, apesar de que Patrick Sony Seybold rebateu a acusação, dizendo: “Que eu saiba não existe uma verdade para a notícia de que foi oferecida a Sony a oportunidade de comprar a lista.”

O analista de segurança Solnik Mathew disse que algumas das pessoas envolvidas nas conversas em fóruns hackers tinham informações detalhadas sobre os servidores da Sony, sugerindo “conhecimento direto” do ataque. “A Sony está dizendo que os cartões de crédito foram criptografados, mas estamos a ouvir o que os hackers fizeram no banco de dados principal, que teria dado a eles acesso a tudo, incluindo números de cartão de crédito”, disse ele.

A primeira alegação de fraude de cartão de crédito decorrentes da PSN hack foi feito na quinta (28) por um homem australiano, que percebeu um roubo de $ 2.000 (cerca de R$ 3.154) em sua conta, incluindo várias transações de $ 1 (cerca de R$ 1,60) feita em 23 de abril, geralmente usadas para realização de testes para determinar se a conta é válida. Outros relatos incluindo 1.500 (cerca de R$ 2.365) dólares gastos em um supermercado alemão com um cartão de crédito dos EUA também começaram a aparecer, não há prova, contudo essas acusações devem estar ligadas à violação da PSN. A PlayStation Network deverá voltar ao ar nesta terça-feira (3).

Fonte: The Escapist

Autor: Luciano Junior

Nerd, escreve frases sobre suas decepções amorosas e tenta entender como a vida funciona. Apaixonado por internet, tecnologia, música, negócios, psicologia e principalmente mulheres. Gosta de definir o rumo de sua vida e dedica boa parte de seu tempo a escrever nesse blog. Além disso, é escritor, publicou o romance Desilusões Apaixonadamente Amorosas e os contos O Menino Que Cantarolava e Desejo de Sombras. Twitter: @LucianoJuniors

Compartilhe esse post no

2 Comentários

  1. Ainda bem que eu não usava cartão de Crédito na PSN, só usava pra jogar jogos.

    Deixe uma resposta

Envie Um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

1 Flares Twitter 0 Facebook 1 Google+ 0 1 Flares ×